66

O perigo da justiça própria
05/10/2017

Texto Bíblico: Êxodo 20.1,2

No antigo testamento, Deus estabeleceu os dez mandamentos como um sinal da sua aliança com a humanidade. Quem fosse capaz de cumprir toda lei seria considerado justo perante Deus. Não houve ninguém capaz de realizar tal feito, pois o pecado presente na natureza humana não permitiu que a lei fosse cumprida. Cristo cumpriu toda a lei e viveu uma vida sem pecado, morreu e ressuscitou para que nele fôssemos considerados justos perante Deus (2Cor. 5.21). É importante reconhecer que nossa justiça é falha perante Deus. Charles H. Spurgeon é feliz quando cita:

“Há pecado até na nossa santidade, há incredulidade na nossa fé; há ódio no nosso próprio amor; há lama da serpente na mais bela flor do nosso jardim.”

Portanto, que não sejamos como os fariseus que queriam demonstrar uma auto justificação se considerando cumpridores da lei, mas que reconheçamos nossas fraquezas e com muita humildade, nos cheguemos a Cristo, para que nele possamos ser aperfeiçoados.

(Will Oliveira e Michelle, missionários na Congregação em Maragogi)