46

O que nos leva a agradecer
15/09/2017

Texto Bíblico: Salmo 21

Em 3 de fevereiro de 1943, em meio à Segunda Guerra Mundial, o navio cargueiro U.S.S. Dorchester, sofreu um ataque de torpedos. Em poucos segundos, aquele grande navio veio a afundar. No meio daqueles homens havia quatro capelães que cederam seus coletes para outros soldados serem salvos e o que todos lembram é ver estes quatros homens de mãos dadas orando pela vida e a salvação daqueles soldados. Tal atitude de bravura e renúncia os fez serem lembrados como grandes heróis.

Atitudes como as desses capelães são lembradas e recontadas muitas vezes, muito tempo depois de acontecerem. Geram um misto de sentimentos nas pessoas como admiração, tristeza e agradecimento. O rei Davi também era grato por ações de outro nas batalhas, a saber, ao próprio Deus. O Salmo 21 é um cântico de gratidão por ações ainda mais eficazes que as dos heróis guerreiros: por atender suas orações (v.2); por agir com bondade (v.3); por produzir alegria (v.6); por o fortalecer (v.7); por vencer o mal (v.8). Davi demonstra uma alegria contagiante ao lembrar o que Deus fez por ele. Por isso, o salmista inicia, no verso 1, seu cântico: “O rei se alegra na Tua força, ó SENHOR! Como é grande a sua felicidade pelas vitórias que lhe proporcionas”.

Não é pouco o que Deus faz por nós. E tudo o que tem feito deve produzir em nós louvor e gratidão por sua mão benevolente. O grande problema é que não conseguimos, em muitos momentos, enxergarmos. A falta deste reconhecimento cria crentes lamuriosos e descontentes. Que possamos enxergar com gratidão tudo o que Deus tem feito ao nosso redor.

(Lucas Perruci foi seminarista da igreja no Seminário Palavra da Vida - SP)