38

Que tipo de Igreja estamos construindo?
07/09/2017

Alguns modelos de igreja apresentados por Glenn Wagner (A IGREJA QUE VOCÊ SEMPRE QUIS) são realmente curiosos:

• Da Tradição Santa, uma espécie de museu dos santos;

• Da diversão divina e do prazer santificado;

• Do grande estádio onde os gladiadores de Deus combatem o mal;

• Da oficina espiritual que oferece uma troca de óleo periódica (ou unção);

• Do investimento divino com dividendos terrenos;

• Do restaurante fast food, onde tudo é rápido, barato e fácil;

As opções arroladas acima não esgotam os modelos hoje dispostos nas prateleiras da fé. Há igrejas para todos os gostos e desgostos.

Preocupa-me pensar que tantos se reúnem para assistir os cultos e tão poucos para servir; tantos dispostos a exercitar sua religiosidade aos domingos e tão poucos no dia-a-dia; tantos que afirmam sentir prazer no ambiente cristão e tão poucos exercendo seus dons e talentos no meio do povo de Deus; tantos que acreditam na importância do evangelho e tão poucos comprometidos com o sustento da obra do Senhor.

Por trás de cada uma dessas distorções uma pergunta se impõe: Que tipo de igreja estamos construindo?

(Pr. Roberto Amorim de Menezes)